KCS Terceira Tech assinala 1º ano e aposta em soluções de Inovação e Tecnologia

em 07/10/2020
O escritório da KCS iT localizado na ilha Terceira, nos Açores, assinala em outubro o seu primeiro ano de existência. Durante este período foi elevado a unidade R&D da consultora e recebeu a designação de KCS Terceira Tech.
 
A localização da KCS iT nos Açores conta com uma equipa de sete elementos, orientada ao desenvolvimento de projetos tecnicamente inovadores e suportados por recursos locais, com um foco nas áreas da Saúde e Sustentabilidade e com um impacto positivo na comunidade e na biodiversidade.
 
Como explica Luís Dias, Business Unit Manager e responsável pelo centro KCS Terceira Tech, “entre o trabalho a ser desenvolvido localmente contam-se diversos projetos que integram não só a intervenção ao nível de novas soluções tecnológicas, como a inovação aplicada ao contexto social e ambiental. Estes são projetos com um contributo para o futuro do planeta e dos próximos anos da Humanidade. O nosso objetivo passa por dotar a KCS iT de uma equipa de inovação, mas também de entrega e desenvolvimento de produto.”
 
O KCS Terceira Tech encontra-se a desenvolver neste momento duas soluções: o CEPAD e o “Cetáceos App” (nome não definitivo).
 
Sendo o custo de emissão de faturas em papel mais do dobro da emissão de documentos em formato digital, governos e empresas procuram formas de digitalizar as suas faturas e são cada vez mais as medidas legislativas para agilizar a transição para o digital. Este processo, demorado e custoso, representa uma oportunidade de melhoria. 
 
O CEPAD é um projeto desenvolvido maioritariamente com tecnologias opensource e tirando partido da parceria da consultora com a Microsoft. A equipa da KCS iT investigou possíveis soluções para melhorar as taxas de sucesso de reconhecimento de caracteres e está neste momento a desenvolver modelos de machine learning adaptados à realidade deste tipo de documentação que permitam aos utilizadores gerarem templates para que o modelo possa ser cada vez mais preciso no seu reconhecimento. O produto está em fase de desenvolvimento e foi já submetido ao SIFIDE, programa estatal que apoia iniciativas de I&D com vista a promover a competitividade das empresas.
 
Muitas empresas de observação de cetáceos recolhem dados no decorrer das suas viagens, terminando a sua época com uma enorme quantidade de informação em papel repleta de dados incompletos que acabam por cair no esquecimento.
O “Cetáceos APP” parte da experiência de um membro da equipa na área da Biologia Marinha. Depois de estudados os processos e práticas de registo e identificação de indivíduos, foram verificadas claras oportunidades de melhoria e problemas a resolver.
 
A KCS iT encontra-se neste momento a investigar novas soluções de identificação de indivíduos com base em determinadas características (ex.: forma e marcas presentes na barbatana caudal) para a criação de um modelo que permita facilitar todo o processo de catalogação de avistamentos. Estão a ser exploradas novas tecnologias como o ML.NET, juntamente com ferramentas com provas dadas na área do machine learning, para agilizar este processo de desenvolvimento.
 
Projetos desta tipologia permitem expandir a intervenção da consultora em áreas por explorar e ajudam a criar produtos que poderão ser utilizados por universidades, ONG e empresas do setor da proteção ambiental e da diversidade marinha.
 
O “Cetáceos APP” está numa fase investigação, estando a ser equacionada a colaboração da KCS iT com universidades e parceiros locais.

 

Notícias Relacionadas